Buscar

China quer produtos do agro do Brasil de maior valor, além de grãos, diz embaixador

Segundo a autoridade, o Brasil poderia aumentar embarques de itens de maior valor agregado e processados, incluindo mais proteínas animais, frutas e café



O governo chinês está ciente das preocupações brasileiras para elevar o valor agregado de suas exportações para a China, enquanto o país asiático "está pronto" a trabalhar para que este objetivo seja alcançado, disse o embaixador da China no Brasil Yang Wanming.


"Não se trata apenas de uma lição de casa brasileira, mas uma das prioridades para a nossa cooperação, para colocar a parceria em outro patamar", disse o embaixador, durante evento online promovido pela revista Exame.


O Brasil, que tem na China o maior mercado para exportações de produtos agrícolas, principalmente soja, açúcar e carnes, poderia aumentar embarques de itens de maior valor agregado e processados, incluindo mais proteínas animais, frutas e café, acrescentou a autoridade.


Ele disse ainda que o país asiático está expandindo suas importações de matérias-primas para ração animal, como o milho, e que o Brasil praticamente não vende o cereal aos chineses, ao sinalizar como o comércio poderia crescer ainda mais --em 2020, apesar da pandemia, exportações agrícolas brasileiras subiram quase 10%, para 34 bilhões de dólares, disse Wanming.


Fonte: Revista Época

4 visualizações0 comentário