Buscar

Exportação de carne bovina, suína e de frango reage e cresce em volume e receita

Exportações de carnes começam a se recuperar após o fraco desempenho nos dois primeiros meses do ano



As exportações de carnes começam a se recuperar após o fraco desempenho nos dois primeiros meses do ano. Os embarques de carne bovina, suína e de frango subiram em volume e em receita no mês de março ante igual período do ano passado. Os dados, da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério da Economia, consideram os 22 dias úteis do mês passado.


Os embarques de carne bovina fresca, refrigerada ou congelada somaram 133,821 mil toneladas no terceiro mês de 2021, alta de 5,9% ante as 125,882 mil toneladas exportadas em igual mês do ano anterior. Em receita, o avanço foi de 11,61%, passando de US$ 552,998 milhões um ano antes para US$ 617,223 milhões no mês passado.


Os embarques de carne suína fresca, refrigerada e congelada totalizaram 96,822 mil toneladas, 53% mais em relação às 63,296 mil toneladas de março do ano passado. Em faturamento o resultado foi 56,6% maior, de US$ 244,308 milhões, contra US$ 155,923 milhões.


Por fim, a exportação de carne de aves e suas miudezas aumentou 8,47% em receita e 12% em volume. Foram embarcados 367,191 mil toneladas em março, ante 327,706 mil toneladas em igual mês de 2020. Já a receita foi de US$ 550,318 milhões, ante US$ 507,314 milhões em março do ano anterior.


Fonte: Suinocultura Industrial

1 visualização0 comentário